Carros elétricos

Preços carros elétricos Portugal

Resumo de todos os carros elétricos à venda em Portugal (2019)

FotoCarroPreço1Range
[km]2
Audi e-tron84.250€340
BMW i342.100€240
Citroën C-Zero30.647€100
Citroën e-Berlingo
Multispace
32.108€120
DS 3 E-Tense38.500€275
Hyundai IONIQ39.500€185
Hyundai Kauai EV43.350€400
Jaguar I-Pace80.823€280
Kia e-Niro38.900€350
Mercedes EQC78.450€300
Mini Cooper S E33.400€190
Nissan e-NV200 Evalia42.460€190
Nissan LEAF33.400€250
Peugeot Ion30.390€100
Peugeot Partner Tepee31.765€120
Polestar 2Em breve400
Porsche Taycan110.128€340
Renault Kangoo Maxi ZE36.348€190
Renault Twizy8.180€
+aluguer bateria
100
Renault ZOE27.410€
+aluguer bateria
250
Seat Mii Electric23.200€200
Smart EQ fortwo22.500€130
Smart EQ forfour23.400€130
Tesla Model 359.580€440
Tesla Model S89.800€450
Tesla Model X95.400€375
VW e-Golf42.406€175
VW e-up28.117€125

1 Preços da versão base com IVA incluído.
2 Autonomia estimada pela equipa editorial de eGear.pt. O valor indicado foi estimado tendo em consideração os seguintes fatores: a bateria de maior capacidade, uma condução normal em diversos tipos de estrada e em ambientes com temperaturas moderadas (15°C-20°C).

Os carros elétricos

O mundo está a mudar e a próxima revolução industrial já teve início na indústria automóvel. Atualmente este é um dos sectores que mais sofre transformações desde a sua criação. O desenvolvimento de veículos autónomos e o abandono dos motores a combustão são os principais agentes responsáveis pela mudança mais radical da indústria automóvel. Podemos afirmar que o impulso para a transformação foi iniciado pela marca americana, Tesla.

O objetivo da Tesla é de traçar um novo futuro após várias tentativas falhadas por outros criadores e empresas. Podemos afirmar que esta empresa sozinha revolucionou e praticamente virou o mercado automóvel de pernas para o ar. Citando o seu CEO, Elon Musk, “os carros movidos a combustíveis fósseis serão obsoletos e passarão a ser relíquias, tal como as locomotivas a vapor”.

Um pouco de história

Os primeiros veículos elétricos foram desenvolvidos na Europa no século XIX. Mais tarde, já no início do século XX, realizou-se a primeira produção em massa de veículos elétricos nos Estados Unidos. Esta caiu cedo em declínio com a introdução da nova linha de produção de automóveis a gasolina da Ford. A partir daqui e com o crescimento da indústria do petróleo, os carros elétricos quase que caíram em esquecimento. Ainda assim, houve várias tentativas falhadas de reintrodução de automóveis elétricos através de algumas marcas ao longo do tempo.

Novo futuro

Hoje ocorrem novos desafios que moldam e transformam a mobilidade, pondo em causa o uso dos combustíveis fósseis. O aumento da poluição atmosférica nos centros urbanos e das doenças respiratórias são os principais fatores a considerar. Juntos forçam o estabelecimento de novas metas ambientais que visam a redução das emissões de gases poluentes. Mas há quem defenda que a evolução da indústria automóvel apenas tem um caminho a seguir, a mobilidade elétrica!  Esta é a principal razão do CEO da Tesla. Para avançarmos a tecnologia de um automóvel teremos que abandonar os motores a combustão. Neste sentido, a Tesla iniciou a maior mudança no mundo automóvel ao reintroduzir um veículo 100% elétrico em 2008.

Passado mais de uma década de existência da Tesla, ainda surgem algumas dúvidas no momento de aquisição de um carro elétrico. Ainda assim, a venda de veículos elétricos em Portugal continua a aumentar gradualmente, seguindo a tendência do resto dos países europeus.